Agradecimento de um filho

Olá, bispo!

Eu me chamo Felipe e tenho 21 anos. Sou filho de pastor aqui na Bahia, e estou como obreiro há 8 anos. Mas isso não me serviu de muita coisa quando fiquei mal.

Nos últimos dias eu tive que dar fim a um relacionamento de 1 ano. Eu sabia que era o certo, pois minha fé não aprovava. Mas meu eu estava muito forte. Então, senti muito e por estar mal na minha vida espiritual, acabei por ficar mal como nunca.

Ficava trancado no quarto e não queria fazer mais nada. Ia para a igreja, assistia à reunião, mas era como se eu não estivesse ali. Só eu sabia o que se passava comigo.

Um dia cheguei até o pastor responsável pelos filhos de pastores daqui e disse que eu não podia dizer o que era, mas que havia sido forçado a tomar uma decisão e estava mal, pois a guerra estava grande. Ele me disse que mesmo que não soubéssemos agora, lá na frente Deus nos mostraria o motivo e a Sua preocupação para conosco.

Então, numa quinta-feira, eu estava no meu quarto e peguei o tablet. Digitei no YouTube: “Bispo Macedo“. Achei uma mensagem do Jejum de Daniel passado. E depois da pregação, o senhor disse para que colocássemos uma cadeira representando o Trono de Deus e dobrássemos os joelhos à frente. E disse que se fôssemos sinceros, Ele desceria.

Bispo, foi algo tão magnífico, tão grandioso que me lembro da sensação perfeitamente! Foi como se o Próprio Deus descesse e colocasse as mãos sobre mim. Já fazia anos que eu não me sentia tão renovado e tão próximo de Deus. E não parou por ali. Passei a colocar o uniforme, a orar, jejuar e ler a Bíblia como nunca havia feito.

Resumindo: hoje, enquanto escrevo esta mensagem, me sinto a pessoa mais feliz deste mundo. Meu único arrependimento é não ter tomado essa atitude antes, mas estou jogando nos Braços de Deus. E neste Jejum de Daniel darei toda a minha força em prol de estar próximo de Deus, pois não existe nada melhor.

Bispo, muito obrigado por ser tão usado por Deus e nos abençoar!

Sou grato com a minha vida pelo senhor estar fazendo esse trabalho.

Que Deus abençoe muito o senhor! E permaneço fazendo o máximo que posso para contribuir, que é orando a cada dia pelo senhor.

Tudo de bom para o senhor e sua família!

Felipe

Asas Espirituais

Por que para muitos é tão difícil ser cristão, cumprir com as regras da vida cristã e praticar o que o Senhor Jesus ensinou?

Seria como se uma lagarta quisesse voar.
É difícil para a lagarta voar. É praticamente impossível para ela.
Alguém pode jogar a lagarta para o alto, porém sua queda é um fato.
Mas, quando a lagarta entra no casulo, permanece ali por um pouco de tempo e é transformada, ninguém mais precisará jogá-la para o alto. Aquela que antes se arrastava agora poderá voar por si só.

Com sua nova natureza, a ex-lagarta que agora é borboleta, alegra o ambiente por onde voa.
É natural para ela dar vida por onde passa,
Ela torna o jardim mais bonito e muitos se alegram por tê-la por perto.

De modo semelhante acontece conosco.
Todos os dias o Senhor “joga as pessoas para o alto” com palavras de fé, com as mensagens que animam por meio do rádio, TV, internet etc. Mas ainda assim muitos não têm podido voar por si só.

O Jejum de Daniel é a oportunidade dada a todos para que permaneçam na presença de Deus. Que através do Espírito Santo, cada pessoa seja gerada numa nova criatura.
Que recebam “asas espirituais”, e então será natural que possam voar por si mesmas.

Vão conseguir ser homens e mulheres novos, vão dar a outra face, dar também a túnica, vão caminhar a segunda milha, vão pagar o mal com o bem, vão ser a luz do mundo, vão ser o sal da Terra… E por causa dessa nova natureza, a vida cristã será para eles o que já é para nós que somos batizados com o Espírito Santo.

Será natural perdoar, deixar passar as ofensas, falar sempre a verdade, ser fiel a Deus, ser humilde de coração, ter a fé avivada, amar o próximo, servir a todos e se tornar ganhadores de almas.

Que todos deixem de se arrastar e voem com a gente depois deste Jejum de Daniel!

O mais famoso bruxo do Brasil

Me chamo Fabiano Jacob, e nos últimos 15 anos fui o mais famoso bruxo do Brasil (conhecido como  MillenniuM), com dois livros publicados pela Madras Editora e um DVD sobre o tema, com registro no Ancine.

Ministrei milhares de workshops, palestras, cursos; fiz milhares de atendimentos e, erroneamente, acreditava estar agindo em nome do Bem, já que “livrava” as pessoas de demônios, macumbas etc. Mas hoje vejo que era mais uma das enganações do diabo.

Sou envolvido com a política, fui candidato a vereador e, mais recentemente, a deputado federal, quando, mesmo sem qualquer campanha, obtive 5 mil votos aqui no Rio de Janeiro. Sem campanha, pois sofro atualmente uma perseguição política brutal que me levou, inclusive, a ter de sustentar as 200 crianças de minha creche aqui no morro do Dendê, no último ano, sem qualquer ajuda da prefeitura.

Tenho passado, desde que abri mão dessa vida de enganação e buscado ao Único e Verdadeiro Deus, o maior dos desertos de minha vida.

Mas hoje sei em meu coração qual é o meu destino, que é servir ao Deus Todo-Poderoso, a Jesus Cristo e ao Espírito Santo.

Tenho a agradecer a um pastor modesto… Mesmo eu tendo uma educação privilegiada, tendo sido diretor de várias empresas, inclusive do maior grupo segurador da América Latina e falando três idiomas, encontrei a verdadeira sabedoria no pastor que tem me acompanhado, apoiado e me mostrado a verdadeira Palavra de Deus.

Sim, me encontrei numa pequena Universal! Na favela, em uma garagem estilizada, mas de onde flui a Palavra de Deus com a força de mil exércitos!

Fiz questão de enviar-lhe este e-mail, porque existem três razões especiais para que se alegre particularmente:

1- um antigo servo do diabo (mesmo sem ter esse conhecimento) se converteu e aceitou a Luz de Deus por meio da Universal.
2- esse novo homem quer servir a Deus, se entregar ao trabalho do Senhor.
3- existe um homem de Deus, humilde, sério e VERDADEIRO no Morro do Dendê. A Universal está mais que bem representada pelo pastor Filipi Michel.

Agradeço ao Deus Todo-Poderoso por me dar nova vida, e ao senhor que, através de sua fé, motiva e dá direção à Igreja do Cristo VIVO… E, com ela, salva milhões de almas e vidas.

Esteja sempre abençoado!

Fabiano Jacob

Resultando do abandono da fé

Eu também vivi uma experiência como essa de abandonar a fé. Eu era de outra denominação, mas era fiel a DEUS e ganhava almas para Ele. Com uma dessas almas eu casei, que foi o meu marido. Mas, com o tempo, esfriamos na fé e abandonamos JESUS. Primeiro ele, depois eu, pois na época o meu deus era ele e não JESUS.

Logo em seguida ele me abandonou e eu sofri demais. Tentei outros relacionamentos para preencher o vazio que ficou, mas nada adiantou. Entrei numa depressão profunda, que gerou até mesmo uma menopausa precoce, aos 38 anos. Pensei em morrer várias vezes, passei sete anos gemendo… Até que um dia clamei a DEUS por socorro, pois não aguentava mais tanta dor na alma, e através de uma programação de rádio, DEUS me trouxe para a Universal, que era a igreja que eu vivia dizendo que jamais colocaria os meus pés.

Hoje estou há três anos na Igreja, fui curada da depressão, da coluna… DEUS restaurou o meu marido na fé e ele voltou para mim. Hoje eu amo o meu marido, mas ele não é mais o meu sol. DEUS é o Primeiro em tudo na minha vida e a única coisa que me falta é o batismo com o ESPÍRITO SANTO, mas eu creio que acontecerá neste Jejum, pois estou empenhada e decidida a buscar com todo o meu coração esse DEUS extraordinário que mudou a minha vida.

Eliane

Escola da Fé

Quando falamos em Escola da Fé, indiretamente estamos tratando do Amor, pois como separar a verdadeira fé do verdadeiro amor?

Muito além do tratamento para resolver problemas sentimentais, a Terapia do Amor é uma aula para se constituir a família.

A família é a célula-mãe da sociedade.

DUVIDO, com todas a letras, que haja alguém neste mundo que tenha se casado experiente no casamento! E se por acaso pensam que os casamentos anteriores serviram como experiência, veja se não estão enrascados com problemas em casa novamente…

Porque cada casamento é uma experiência diferente da anterior. Cada cabeça é diferente da outra, razão pela qual é extremamente difícil combiná-las. Salvo quando a fé é a base do mesmo.

Duas pessoas se amam e se casam. Só que cada uma carrega em si traumas e problemas pessoais vivenciados na casa de seus pais. Quem garante que os problemas dos dois não vão se somar e aumentar as cargas pesadas sobre “uma só carne”?

O objetivo da Terapia do Amor é ensinar a viver o amor na base da fé. Para tanto, é preciso ensinar sobre a enorme diferença entre o AMOR VERDADEIRO e o amor falso; a VERDADEIRA FÉ e a falsa fé. Mostrar a diferença entre o amor inteligente e o amor sentimento; fé inteligente e a fé sentimento.

Enquanto o amor inteligente é Divino e eterno, o amor sentimento é passageiro, vulgar e traiçoeiro. O amor verdadeiro se desenvolve com o poder da fé inteligente. O amor verdadeiro é como uma árvore plantada junto ao rio da vida. Ela gera famílias, povos e nações; seus ramos vão se estabelecendo de geração em geração; seus frutos geram outros frutos seguindo a raiz principal.

Não é à toa que o Espírito afirma:
“O que acha uma esposa acha o bem e alcançou a benevolência do SENHOR.” Provérbios 18.22

Na Terapia do Amor não se aprende apenas a amar e ser amado, mas também se aprende como ensinar os filhos a amar e escolher a pessoa certa para se casar. Aprende-se a viver o casamento no dia a dia. Problemas de ciúmes, intrigas familiares, parentes como sogra, sogro, cunhados, enfim, aprende-se a administrar a casa familiar.

Quem pensa que a Terapia do Amor é para “encalhados” não tem usado a fé inteligente. Quem vem à Terapia para arrumar casamento também vai perder seu tempo. Até é possível, mas nunca e jamais deve ser o objetivo.

A Terapia do Amor é a faculdade onde se formam FAMÍLIAS. Deus é família. Ele é Pai, é Filho e Espírito Santo.

Primeiro passo mais importante do ser humano é a experiência pessoal com o Espírito de Deus, quando nasce a nova criatura. O segundo passo é a constituição da família por meio de um casamento sólido, feito na base da fé e do amor verdadeiros.

Tão importante e significativa é a Terapia do Amor que eu a chamaria de TERAPIA DA FAMÍLIA. Considero-a o Gênesis da vida cristã de cada fiel.

Primeiramente o Senhor fez o homem e dele a mulher. Quer dizer: antes de haver casamento entre Adão e Eva, eles foram criados. Todos os cristãos deveriam saber que antes de se casarem, primeiramente deveriam ter a certeza de terem nascido do Espírito de Deus (criação de Deus), para então se casarem. Se isso fizessem, evitariam desastres sentimentais.

Que história incrível

Em Andhra Pradesh, na Índia, um garoto chamado James, ao frequentar a escola, um dia ouviu uma história muito diferente de seu professor na sala de aula. Esse professor contara a história de quatro amigos que temiam a Deus e que três deles foram lançados em uma grande fornalha porque se negaram a adorar outro deus que não fosse o Deus de Israel. Mas o incrível é que quando olharam para dentro da fornalha, aqueles três rapazes estavam com mais Um. O Quarto Homem que ali estava era o Deus deles, que viera para livrá-los daquele fogo, e os três foram tirados sem terem sequer cheiro de fumaça em suas roupas.

Que história incrível!

As crianças ficaram maravilhadas. A cada dia aqueles alunos perguntavam mais histórias sobre o verdadeiro Deus ao seu professor.

Aquele professor era cristão e aproveitava suas aulas para evangelizar seus alunos com as histórias da Bíblia. Naquele momento nascia naquele garoto James uma grande admiração pelo Deus de Israel, um Deus sem imagens, invisível, que no momento mais difícil se manifestou para livrar seus servos. James, desde então, passou a crer em Deus e se converteu ao cristianismo, algo proibido naquele país.

Em 1998, já rapaz, procurou uma escola bíblica em sua cidade, ele desejava conhecer mais, se aperfeiçoar na fé, e seu desenvolvimento espiritual o fez um grande homem de Deus.

Ele se casou, teve sua família. Mas ardia em seu coração o desejo de fazer pelas crianças de sua aldeia o que aquele professor fizera por ele. Começou ali um grande investimento. Ele, com muito esforço, estava a construir sua casa, mas tinha obstinação em fazer também uma casa para adorar Seu Deus. Então, juntos foram erguidos a sua casa e um pequeno salão ao lado dela.

Hoje, neste salão, ele diariamente traz as crianças pobres de sua aldeia para receber uma deliciosa refeição que sua esposa Vasundhara, com muito carinho, prepara. E durante as refeições delas, ele ensina a fé em Seu Deus para aquelas crianças, como um dia fez o seu professor.

Hoje, com alegria, ele realiza esse trabalho. Ele não tem uma denominação para frequentar, não recebe auxílio de ninguém, nada além do mais precioso, que é a sua comunhão com Deus. Ele e sua família todos os dias sobem a montanha de sua aldeia e lá meditam na Palavra de Deus, enquanto desfrutam de uma bela paisagem da natureza criada por Ele.

Assim tem sido a rotina de James, o jovem pregador das crianças carentes de uma aldeia esquecida na Índia. Mesmo com dificuldades, ele mantém a esperança de que um dia as coisas melhorem. Ele não pensa nos obstáculos, nas dificuldades; ele sabe da responsabilidade que tem hoje com pouco mais de 30 crianças carentes que acordam todos os dias com a esperança de receber uma refeição e os mais preciosos ensinamentos da fé.

Essa é a história de James, de 30 anos, que mora em Guntur, na Índia, com sua esposa, Vasundhara, e seus filhos na fé.

Colaborou: Elizélia Jardim

O quadro da visão

Eu fui para a Universal já convertida no ano de 1999, e comecei como obreira logo que cheguei. Na cidade onde morava só havia um núcleo, mas mesmo escutando o que foi dito acima sobre a Terapia do Amor, eu me recordo que escutava a Terapia pelo rádio todo o sábado, e na minha família, só eu era convertida e ninguém entendia nada.

Só que um tempo depois mudei para a capital e lá eu permanecia fazendo a mesma coisa, só que agora ao vivo, na catedral. E mais, eu trabalhava na reunião das 15h e participava da reunião das 19h. Fiz isso por longos anos, mas nunca deixei de acreditar que Deus iria me responder.

Na verdade, me converti em 1993, com 18 anos. Comecei a fazer a Terapia em 1999 e casei virgem no ano de 2008. Então, foram muitos anos na espera para ter uma resposta. E ele me respondeu. Talvez você esteja se perguntando por que demorou tanto. Muitas vezes eu perguntava para Ele o porquê e não entendia o motivo da falta de resposta.

Havia muitos questionamentos dentro do meu coração e na minha mente, até que um dia EU ENTENDI QUE EU DEVERIA ESTAR FELIZ, GOSTAR e ATÉ AGRADECER POR ESTAR SOLTEIRA. Não foi fácil agradecer, foi um momento de aprendizado muito grande.

Após esse entendimento, pedi para o Senhor Jesus tirar do meu coração, mente e alma tudo que eu havia aprendido, escutado e pensado diferente daquilo que eu acabava de entender. Logo depois eu ouvi uma pregação em que o pastor falava na corrente dos empresários: “Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo”. Habacuque 2.2

Eu tive uma ideia e chamei de o “Quadro da Visão”. Vou contar como fiz o meu primeiro Quadro da Visão. Lembre-se, você tem que ser detalhista. Demorei 30 dias para fazer o Quadro da Visão. Eu estava idealizando o meu futuro. Escolhi as fotos com detalhes, e isso ocorreu no ano de 2006. Toda vez que eu estava recortando as fotos/montando o quadro, eu estava em oração.

1. Recortei várias fotos ligadas ao assunto (namorando e casando). Foi tão forte! Acredito que você não percebeu: eu não coloquei foto de noivado, e eu não noivei, mas namorei e casei;
2. Recortei a foto da cidade onde eu queria morar, área nobre – porque aqui em Brasília não existe bairro;
3. Recortei para quem eu queria trabalhar;
4. Recortei fotos de presentes etc.

Preguei o Quadro da Visão no meu quarto, e quando eu acordava estava feliz com a minha situação. Eu olhava para as fotos – no início não foi fácil -, mas depois me acostumei, e me via vivendo aquelas situações.

Na verdade, eu tenho o quadro na minha casa até hoje. Das 10 fotos que eu coloquei, consegui resultado em 7 fotos, e te falo, todos foram maravilhosos. E mais, eu fiz outros quadros da visão e obtive resultado.

Hoje sou casada com um bom esposo, moro na cidade que eu coloquei no Quadro da Visão e trabalho para quem eu queria trabalhar, e uma coisa posso dizer: é um excelente emprego.

Rosângela.

Vasilhas vazias

Hoje queremos falar com as pessoas que têm o Espírito Santo e que quando chega o Jejum de Daniel se perguntam: “Sendo eu uma pessoa já selada, por que preciso fazer este jejum?”

A resposta é simples e direta: pelo mesmo motivo que depois de uma grande conquista, aquele que a alcançou não pode parar de manifestar a fé, pois o nosso Deus é Fonte inesgotável de vida e trabalha o Seu Poder na mesma medida em que eu trabalho a minha confiança!

E quem disse que a Obra do Espírito Santo se limita ao Batismo? Por que não podemos ir além em nossa comunhão com Deus a ponto de atingirmos experiências novas e maiores, inspirações, revelações, grandes ideias, e todas elas também são Obra dEle e benefício exclusivo de quem O busca com sede? Vamos entender isso nesta conversa entre o Profeta e uma viúva pobre?

“Eliseu lhe perguntou: Que te hei de fazer? Dize-me que é o que tens em casa. Ela respondeu: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. Então, disse ele: Vai, pede emprestadas vasilhas a todos os teus vizinhos; vasilhas vazias, não poucas. Então, entra, e fecha a porta sobre ti e sobre teus filhos, e deita o teu azeite em todas aquelas vasilhas; põe à parte a que estiver cheia. Partiu, pois, dele e fechou a porta sobre si e sobre seus filhos; estes lhe chegavam as vasilhas, e ela as enchia. Cheias as vasilhas, disse ela a um dos filhos: Chega-me, aqui, mais uma vasilha. Mas ele respondeu: Não há mais vasilha nenhuma. E o azeite PAROU.” II Rs 4.2-6

Por que está escrito PAROU em vez de ACABOU? Porque é impossível que uma coisa dada por Deus tenha limite e acabe, quanto mais o Seu Próprio Espírito! O azeite parou porque ela não apresentou mais vasilhas vazias, pois, se assim fora, ELE as encheria todas.

É claro que ela resolveu seu problema pagando a dívida e vivendo do resto, mas poderia ter ido além.

Assim somos nós no que se refere ao Espírito Santo, pois, se é batizado, você também resolveu o seu problema interior, mas também pode ir além. Enquanto vivermos neste mundo, se nos apresentarmos a cada dia diante de Deus vazios de nós mesmos, de projetos pessoais e terrenos, de sentimentos e afetos, e buscá-lO com apetite, com certeza a Obra dEle em nossa vida se estenderá muito além do batismo. Vem coisa muito maior por aí!

Deus os abençoe sobremodo!

Andressa Urach é batizada na Universal em Porto Alegre

Andressa Urach foi batizada na manhã deste domingo (1) na Universal de Porto Alegre, capital gaúcha,  pelo pastor Leandro Zangarini. “Me sinto purificada. Aquela Andressa morreu e glorificarei o nome de Deus e do Senhor Jesus Cristo aos quatro cantos do mundo, o quanto Ele é vivo, é maravilhoso”, afirmou ela, que não pode ser batizada como os demais, dentro de uma piscina, por imersão: “Estou com um dreno em cada perna e passando por essa provação, mas com muita fé, porque não existe cruz maior que não possamos carregar. Me batizei por aspersão (quando a água é jogada sobre a pessoa que se batiza) e aquela Andressa morreu e foi enterrada e todos os meus pecados foram perdoados. Assim que minha perna estiver fechada e cicatrizada, sem o dreno, farei o batismo por imersão. Farei quando estiver curada.”

Emocionada após a cerimônia, Andressa, que já declarou ter vergonha de seu passado, comentou: “O ‘coisa ruim’ ontem colocou dor e inflamação para desviar meu caminho, mas meu Deus é maravilhoso e não permitiu que impedisse o meu batismo nas águas hoje.  Estou na fé e firme na Palavra. Que Deus me dê forças para que eu não ande nem para a esquerda e nem para a direita, mas que caminhe reto na Palavra do Senhor. Não me importo com críticas e peço a Deus que perdoe aqueles que não sabem o que dizem. Eu estive de frente com a morte e sei o quanto Deus é vivo é maravilhoso!”

Assista ao vídeo do batismo:

Para o Espírito Santo não ha regra

Para muitos que estavam reunidos na presença de Deus, prontos para ouvir a Palavra, Pedro começou a dizer que Deus não fazia acepção de pessoas, e que qualquer um que fosse justo, ou seja, que vivesse pela fé, seria aceito.

Disse também que Jesus Cristo era o Senhor e que foi ungido com o Espírito Santo e Poder para curar e libertar os oprimidos pelo diabo. Que Ele havia morrido e ressuscitado no terceiro dia, e que por meio do Seu Nome
todo aquele que nEle cresse receberia a remissão de pecados.

Foi falando essas coisas que o Espírito Santo foi derramado sobre todos que ouviam a Palavra. Eles não haviam sido batizados nas águas ainda. Mas foram batizados no Espírito Santo, o que prova que eles não apenas ouviram, mas também aceitaram de maneira sincera e verdadeira a Palavra de Deus.

A obediência à Palavra vem depois da aceitação dela. Eu aceito e obedeço; se não obedeço, é porque não aceitei.

Quantas pessoas já se batizaram nas águas várias vezes, e ainda assim não foram batizadas com o Espírito Santo?

O batismo nas águas sem a aceitação da Palavra de Deus não é válido. O Espírito Santo não necessita de uma regra para ser derramado, necessita sim de uma entrega total e completa da vida no Altar, através da obediência.

Nós estamos vivendo o Jejum de Daniel, momento propício para estarmos mais sensíveis à Palavra de Deus, não só para ouvi-la, mas também para obedecer a ela.

Uma vez você se entregando 100% a Ele, na mesma proporção e na mesma intensidade Ele Se entregará 100% a você através do Seu Espírito.

Ainda Pedro falava estas coisas quando caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a Palavra. […] Então, perguntou Pedro: Porventura, pode alguém recusar a água, para que não sejam batizados estes que, assim como nós, receberam o Espírito Santo? E ordenou que fossem batizados em Nome de Jesus Cristo. Atos 10.44;46-48